* Todos os campos são obrigatórios

Fique por dentro dos cursos e eventos realizados pela Oficina Municipal!

curso

voltar
Oficinamunicipal-grid_6

Contabilidade Pública: providências para evitar a rejeição de contas do governo

sob encomenda
  • Objetivos do curso

  • a)    Oferecer aos participantes uma visão prática das mudanças recentes na Contabilidade do Setor Público nacional, contextualizando a importância e a necessidade destas alterações;

    b)    Compreender a contabilidade pública com foco no patrimônio público e possibilitar um entendimento básico a respeito de procedimentos contábeis patrimoniais;

    c)    Apresentar a estrutura básica do PCASP – Plano de Contas aplicado ao Setor Público e suas demonstrações contábeis;

    d)    Esclarecer motivos determinantes para rejeição de contas de governo e providências jurídicas, orçamentárias e contábeis que podem auxiliar

    Metodologia:

    Aulas expositivas dialogadas

    Temas:
    Finanças / Orçamento / Controle

  • Programa completo

  • A mudança na contabilidade de forma prática

    Por que mudou a Contabilidade Pública?; Normas brasileiras de contabilidade aplicada ao setor público; Normas internacionais de contabilidade aplicadas ao setor público; Princípios da Contabilidade x Orçamento; Cronograma de Implantação dos Procedimentos Contábeis Patrimonial

    Contabilidade Pública e o foco no Patrimônio Público

    Regimes Contábeis; O patrimônio público. Os procedimentos de registro patrimonial; Elementos do Ativo: Avaliação e mensuração; Reavaliação e Redução ao Valor Recuperável; As variações patrimoniais e seu registro; Técnicas de mensuração de ativo e passivo

    O Plano de Contas Aplicado ao Setor Público e as Demonstrações Contábeis

    Registros Contábeis; Estrutura do Plano de Contas Aplicado ao Setor Público; Controle por atributos; Balanço orçamentário; Balanço financeiro; Demonstração das variações patrimoniais; Balanço patrimonial; Demonstração dos fluxos de caixa

    Rejeição de contas do Governo: tendências

    1. Controle interno.; 2. Terceiro Setor; 3. Resíduos Sólidos; 4. Controle da educação e saúde; 5. Servidores Comissionados; 6. Transposição e Remanejamento; 7. Créditos Adicionais.

    Rejeição de contas do Governo: motivos determinantes

    1. Déficit Acentuado; 2. Dívida Ativa; 3. Precatórios; 4. Repasse ao Legislativo; 5. Repasse Previdenciário; 6. Mínimo da Educação; 7. Mínimo da Saúde.

  • Professores

  • Oficinamunicipal-grid_2

    Fabiana F. Pascoaloto

    Profissional de Contabilidade, Especialista em Administração e Planejamento Público Municipal pela Universidade Estadual Paulista – UNESP.

    Atua desde 1997 em projetos de consultoria em contabilidade e administração pública em Municípios e Entidades Públicas dos Estados de: São Paulo, Rio de Janeiro, Espirito Santo, Belo Horizonte, Paraná, Rio Grande do Sul, Paraíba, Maranhão.

    Integra a Comissão de Área Pública do Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo – CRCSP. Palestrante e professora junto ao CRCSP, SINDCONTI e FECAP. Autora de artigos técnicos na área de Administração e Contabilidade Pública. Diretora do site Contador Público.

  • Coordenadores

  • Noimg-grid_2

    Eder Brito

    Mestre em Administração Pública (Korea  University); Mestrando em Gestão de Políticas Públicas (EACH-USP). Jornalista, pós-graduado em Comunicação Organizacional. Coordenador de Projetos da Oficina Municipal.

  • Público alvo

  • Prefeitos; vereadores; secretários municipais; Servidores da área administrativo-financeira de governos municipais e câmaras de vereadores; Contadores que atuam na esfera pública ou prestam serviços à Prefeituras e Câmaras Municipais; Profissionais da área orçamentária, jurídica e contábil interessados em compreender o contexto da área pública; Servidores públicos em geral; estudantes de graduação e pós-graduação;

Oficina Municipal

Rua Padre Garcia Velho, 73 cj 61/64
05421-030, Pinheiros
São Paulo/SP Brasil